Ir ao treino ou ir treinar

Ir ao treino ou ir treinar

Escrito em 23/04/2018
André Rodrigues


O início do percurso desportivo de qualquer atleta começa sempre na vontade manifestada pelo próprio, ou no caso dos “mais novos”, pela importância que é dada pelos seus encarregados de educação, que consideram a prática de atividade física algo importante no seu desenvolvimento. Após o momento anteriormente descrito, decide-se o local de prática, realiza-se a inscrição num determinado Clube, Coletividade ou Escola e a partir desse momento existem inúmeras perguntas que carecem de resposta. Será neste texto direcionado a Encarregados de Educação, Atletas, Familiares e até mesmo Treinadores e Dirigentes, que serão dadas algumas respostas às perguntas que pairam na cabeça de quem está agora a começar, ou de quem já é atleta, numa das Escolas de Modalidades do Sport Lisboa e Benfica.

“Ir ao treino” de Futsal na Escola de Modalidades do Sport Lisboa e Benfica implica ir devidamente equipado, de acordo com as necessidades do treino e da especificidade da modalidade em si, existe algum material essencial para o bom decorrer do treino. Assim iremos responder à primeira pergunta que normalmente surge: “Que material devo levar para ir ao treino?”:

  • Calçado próprio para a prática de Futsal: o calçado adequado à prática do Futsal deverá ser confortável, maleável, com uma boa aderência ao piso onde por regra se treina ou joga, com uma sola sem pitons, com alguma altura no calcanhar (por questões biomecânicas e de prevenção de lesões). Não sendo o mais importante, mas se possível, com reforço na biqueira do calçado e no caso de atletas mais jovens optar por a possibilidade de apertar o calçado com velcro em vez dos atacadores.
  • Caneleiras: as proteções da perna, mais propriamente da canela, são um elemento essencial no que toca a equipamento de treino (e jogo), são essenciais para a proteção e segurança de todos os atletas, como tal em todos os treino e jogos as caneleiras deverão ser usadas por de baio das meias (de cano alto).
  • Equipamento de treino/jogo da Escola de Modalidades do Sport Lisboa e Benfica: em todos os treinos e jogos, todos os atletas devem equipar-se com o equipamento oficial da Escola de Modalidades do Sport Lisboa e Benfica, pode não parecer, mas é muito importante na gestão do treino todos os atletas estarem de igual (à exceção dos Guarda-Redes). Esta situação facilita muito a organização e o normal decorrer da sessão de treino. Outra razão para a necessidade de todos os atletas estarem de igual, prende-se com o facto de esteticamente o treino/jogo é muito mais atrativo para quem está a ver. Este equipamento completo, deverá ser composto por T-shirt, calções e meias (de cano alto).
  • Garrafa de água ou bidon: todos nós sabemos da importância que a hidratação, ainda com maior preponderância em situações de treino, onde a necessidade de repor líquidos é ainda maior. Por esta razão todos os atletas deverão ter a sua garrafa de água (ou bidon) devidamente identificada, de forma a hidratarem-se durante o treino, nas pausas indicadas para tal pelo treinador.
  • Equipamento específico: existem atletas que têm necessidades especificas, assim cada atleta deverá ter em conta o seu contexto de forma a que possa ter o melhor rendimento no treino ou jogo. Quem tem dificuldades na visão deverá usar óculos adequados à prática desportiva de forma a prevenir lesões no próprio atleta ou no adversário. Quem usa aparelhos ortodônticos, deverá também ter atenção, e usar uma boqueira protetora, exatamente no mesmo contexto de quem usa óculos. Quem ocupa uma posição especifica no jogo, como o Guarda-redes, deverá também ter o seu próprio material, como joelheiras, cotoveleiras e luvas.

Estes itens, e outras situações em específico, contribuem para um normal decorrer do treino, ou seja, cumprindo com o anteriormente disposto estamos a em condições de “ir ao treino”. Contudo se por alguma razão houver algum tipo de requisito em falta estamos já num contexto de apenas “ir treinar”, não estamos a permitir que o treino decorra na sua plenitude, dificultando a tarefa do treinador, não atingido os objetivos propostos, não evoluindo a nível individual e enquanto equipa.

Para “ir ao treino” existem ainda uma serie de pressupostos que todos deverão tentar cumprir, e não cumprindo os mesmo estamos, novamente, apenas a “ir treinar”, contudo neste espaço haverá tempo e artigos para que atleta, e de quem o acompanha, possa conhecer e integrar o percurso de “Formar à Benfica”.